Skip to main content

Mordida cruzada: o que você precisa saber

A mordida cruzada, também conhecida como mordida invertida, é um tipo de maloclusão (posição incorreta dos dentes) bastante comum que acontece quando a arcada superior não se encaixa com a inferior.

Devemos imaginar a maxila (arcada superior) como uma tampa e a mandíbula (arcada inferior) como uma caixa, portanto a parte superior deve ser maior que a inferior. Na mordida cruzada acontece o contrário. Em um dos lados, nos dois lados ou na frente a maxila (tampa) é menor que a mandíbula (caixa) e essa condição causa a mordida cruzada.

A mordida cruzada pode ser anterior ou posterior, dentária ou esquelética. Vamos conhecer cada uma.

Mordida Cruzada Anterior

A mordida cruzada anterior pode ser unitária (quando envolve apenas um dente), múltipla (quando envolve vários dentes), ou total (quando os seis dentes anteriores estão envolvidos).

Mordida cruzada anterior

Mordida Cruzada Posterior

A mordida cruzada posterior compreende os dentes do fundo (pré-molares e molares). Pode ser dividida em unilateral (quando ocorre em apenas um dos lados – direito ou esquerdo) ou bilateral (quando ocorre nos dois lados).

mordida cruzada unilateral
Mordida cruzada posterior unilateral

Mordida Cruzada Esquelética

Uma deformação óssea causa o cruzamento. Problemas genéticos, hábitos de sucção (dedo polegar), respiração bucal e deglutição atípica podem causar essas deformações. A mordida cruzada posterior esquelética (bilateral ou unilateral funcional) pode ter origem em uma maxila mais estreita, numa mandíbula com desenvolvimento transversal além do esperado (mais larga) ou a combinação de ambos os problemas

Mordida Cruzada Dentária

Ocorre quando há o cruzamento apenas dentário em um ou mais dentes.

mordida cruzada
Mordida cruzada anterior e posterior

Causas da mordida cruzada

As causas podem começar ainda na infância. Conforme citado acima, hábitos como chupar o dedo e chupeta, fatores genéticos, respiração bucal e deglutição atípica, além de um mal posicionamento e falta de espaço para os dentes podem causar um desalinhamento das arcadas.

Consequências da mordida cruzada

A mordida cruzada pode causar alterações e transtornos como:

    1. alteração na fonação (dificuldade na pronúncia de palavras).
    1. mastigação.
    1. respiração
    1. pode afetar a articulação temporomandibular (articulação entre a mandíbula e o crânio) causando dores de cabeça, dores nos músculos da face ou zumbido no ouvido.
    1. recessão gengival
  1. desgastes, fraturas e perda de dentes

Tratamento

Como a possibilidade de correção espontânea não deve ser considerada clinicamente, pois ocorre numa minoria de casos, o tratamento da mordida cruzada deve ser feito de maneira precoce, preferencialmente na infância. Nessa fase (cinco ou seis anos de idade) os ossos ainda estão em desenvolvimento e fica mais fácil corrigir o problema.

Aparelhos ortodônticos fixos associados com aparelhos disjuntores e expansores da maxila (aparelhos que expandem  o osso do palato – céu da boca- ou seja, aumentam a “tampa”) auxiliam no tratamento durante a infância e adolescência.

Veja um exemplo no vídeo abaixo:

Para adultos o uso de aparelho ortodôntico fixo pode auxiliar na correção de pequenas discrepâncias. Casos mais complexos exigem cirurgia ortognática, conforme mostrado no vídeo abaixo.

Existem vários caminhos possíveis para tratar a mordida cruzada. O tratamento dessa maloclusão dependerá de muitos fatores, como a idade do paciente, complexidade do caso e conhecimento do profissional, assim procure sempre um ortodontista para que você tenha um diagnóstico preciso e receba tratamento  adequado.

Dúvidas? Deixe nos comentários.

Até a próxima semana.

Aproveite e siga nossas redes sociais.

Instagram e Facebook

Um grande abraço a todos.

Deixe uma resposta