fbpx Skip to main content
padrão facial

Padrão facial: descubra qual é o seu.

Desde a idade antiga, com gregos e romanos, a proporção é uma parte importante dos cânones da beleza. Para estas civilizações, a simetria representava, além da proporção correta, um conjunto visual que representasse o nível de atração do rosto frente aos padrões de beleza desejados.

Este conjunto visual está conectado ao padrão de crescimento facial de cada indivíduo e o sorriso está diretamente ligado a esses padrões faciais. Seu tratamento ortodôntico (com aparelhos dentários) ou reabilitação oral com facetas, lentes de contato ou coroas em porcelana tem relação direta com o padrão facial de seu rosto, e esta característica é muito importante para o sucesso dos tratamentos estéticos.

Assim, reabilitadores orais e ortodontistas devem se preocupar não apenas com a função e harmonia dos dentes, mas com a harmonia do rosto e sua proporção, já que a beleza depende de todo o conjunto.

O que são padrões de crescimento facial?

O termo padrão foi estabelecido pelo ortodontista brasileiro Leopoldino Capelozza Filho e estabelece que os diferentes tipos de maloclusões (quando os dentes não se encaixam corretamente) existentes são consequência do tipo de padrão de crescimento facial de cada indivíduo, ou seja, o tipo de face do indivíduo irá determinar o mal posicionamento dentário que ele terá.

Quais são os padrões faciais?

Temos cinco padrões de crescimento facial.

Padrão I

padrão I

Esses indivíduos possuem um crescimento equilibrado do esqueleto, com um perfil reto e um selamento labial passivo (paciente não faz força para fechar a boca).

 

Padrão II

padrão 2

Pessoas com este padrão de crescimento facial possuem um perfil convexo, com o lábio superior projetado (“bicudo”) e o inferior evertido (virado para baixo). Esses pacientes geralmente tem queixa de “dentes muito pra frente” e/ou “pouco queixo”. O perfil convexo ocorre por um crescimento deficiente da mandíbula, crescimento acentuado da maxila para frente (maçã do rosto) ou ainda uma combinação de ambos.

Padrão III

padrão III

Já os Indivíduos padrão III possuem um perfil côncavo, e frequentemente apresentam mordida cruzada anterior (dentes de baixo a frente dos superiores, conforme a imagem acima) ou em topo (incisivos inferiores ocluindo topo a topo com os superiores).

O perfil côncavo ocorre em virtude de um crescimento exagerado da mandíbula ou por uma deficiência de crescimento anterior da maxila (maçã do rosto) ou uma combinação de ambos.

Padrão Face Longa

padrão face longa

O padrão face longa tem distúrbio de crescimento esquelético no sentido vertical (rosto comprido). As pessoas com este padrão facial não conseguem fechar os lábios de forma passiva pois possuem o terço inferior da face aumentado (da base do nariz à ponta do queixo) e com isso apresentam com frequência respiração bucal, amigdalites recorrentes e crônicas, além de roncos e apneia durante o sono.

Padrão Face Curta

padrão face curta

Este padrão apresenta o terço inferior da face diminuído (da base do nariz até a ponta do queixo) sendo o contrário do face longa. A sobremordida é a  característica principal (os dentes que ficam em cima e mais na frente cobrem exageradamente os inferiores) e o componente muscular compressivo que gera excessivo desgaste dentário.

Devemos lembrar que cada um dos padrões faciais apresentados podem variar em gravidade, podendo as alterações serem leves, moderadas ou severas, determinando a beleza do rosto e do sorriso de cada pessoa.

Padrão III
Atriz Reese Witherspoon. Exemplo de padrão III

Como comentado anteriormente, cada padrão irá gerar alterações na posição dos dentes e consequentemente na oclusão (mordida). Essas características são importantes para definir o tratamento ortodôntico (aparelho dentário) ou reabilitação oral e influenciarão diretamente na beleza e estética do resultado, já que o sorriso deve se adequar ao padrão facial da pessoa.

E o padrão facial da Angelina Jolie, que ilustra a capa deste texto, você consegue identificar qual é?

Ficou com dúvidas? Deixe nos comentários.

Até a próxima semana.

Um grande abraço a todos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *